Notícias sobre Filipino Martial Arts no Brasil e no Mundo

Post Top Ad

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Entrevista com o MasGuro Dennis Ocampo

1 - Olá Mestre! Obrigado por nos conceder esta entrevista. Poderíamos começar com você contando um pouco sobre o seu começo com as artes marciais? Minha carreira nas artes marciais começou em 1995 quando eu conheci Mas Guro Greg Alland, fundador do sistema de Kali SinaTirsiawali. Desde então eu tenho treinado com ele e aprendendo as habilidades de defesa pessoal e proteção que ele tem a ensinar. 2 - E como foi seu primeiro contato com o FMA? Meu primeiro contato com ele foi quando um amigo meu, na Califórnia, me falou sobre um artista marcial muito hábil em FMA que vivia na minha área. 3 - Quanto ao Alland Mestre, como vocês se conheceram? Certa vez esse meu amigo me falou sobre o Mas Guru Greg Alland, eu liguei pra ele e agendei um encontro. Nós nos conhecemos em uma tarde e ele compartilhou comigo seu sistema e suas habilidades. Eu fiquei verdadeiramente impressionado com o que vi e senti. Ele pegou minha arma em cada oportunidade que ele teve e usou isso contra mim. Ele literalmente a todo o momento tomava o bastão de minha mão, sem que eu nada pudesse fazer contra ele. Ele então compartilhou comigo todas as habilidades com a arma de impacto, a lâmina, e mãos vazias e de lá eu fui "capturado" pelo sistema. Desde então ele nunca mais conseguiu se livrar de mim (risos). 4 - O que é a escola "Sina Tirsia Wali" para você? A lição mais importante que esse sistema tem me ensinado é que em primeiro lugar você deve aprender a se proteger. Mas Guru Greg Alland sempre disse, "qualquer um pode bater, poucos conseguem proteger". 5 - Muitas escolas têm adotado faixas coloridas, influência dos costumes japoneses, para medir o progresso do aluno. Na sua escola é diferente. Qual o método que você usar para verificar esse progresso? Para verificar meus alunos, sempre se refiro ao currículo do SinaTirsiaWali. Como professor, você sempre supor que os alunos não praticam o que aprendem. Assim, eles têm que provar a mim que eles vêm praticando o que estão aprendendo na sala de aula. Se eu sinto que eles têm praticado, eu então avanço para o próximo item do currículo. A habilidade de estudantes e sua compreensão do sistema é que irá me dizer qual o seu nível de progressão. 6 - Hoje você comanda vários grupos de FMA pelos EUA. Como elas funcionam? Eu mantenho contato com eles semanalmente, para garantir que seus alunos estão a seguir o currículo de Kali do SinaTirsiaWali.

7 - Em seu site, existem diversas oportunidades de formação. Como elas funcionam? Tenho vídeos de treinamento oficial SinaTirsiaWali Kali, que mostram o currículo ensinado a todos os alunos. Os alunos de diferentes pontos dos EUA compram esses vídeos e aprendem o sistema. Além disso, eles têm a oportunidade de aprender por meio de tutoriais instrucionais. Isso é conhecido como SITE (SinaTirsiaWali Instrucional Training Enhancement) Os estudantes me enviam e-mails com dúvidas, ou vídeos para que eu possa criticar e avaliar, para então lhe dar dicas de como melhorar seu treinamento. 8 - Quais são os seus pontos de vista sobre a relação entre Kali e defesa pessoal? Como em TODAS as artes marciais filipinas, sinto Kali é a arte de rua mais eficaz orientada para mundo real. Devido à origem dos sistemas, é considerada uma forma eficaz de defender a si mesmo. Formas e Katas são raros nesse tipo de sistemas marcias, exceto se forem utilizados em competições esportivas. Todas as habilidades nas artes marciais filipinas são projetadas para a eficácia da proteção na rua. Realidade, funcionalidade e realismo no treinamento das artes marciais filipinas é o que nos separa de outras artes marciais tradicionais. 9 - Quantas vezes você esteve no Brasil. Como foram suas experiências no nosso país? Fui para o Brasil quatro vezes e em cada uma delas eu vi que os estudantes de Kali do SinaTirsiaWali vem evoluindo tremendamente. Minhas experiências foram ao mesmo tempo divertidas e esclarecedoras. Eu aprendi a cultura do Brasil e, ao mesmo tempo, compartilhei minhas experiências com vários alunos dedicados.

10 - Qual sua opinião sobre os praticantes de Kali aqui no Brasil? Todos os alunos que tive contato eram extremamente habilidosos. Eu entendo que os alunos aprendem os vários sistemas de outras escolas de FMA, o que é ótimo. Quanto mais ferramentas você tiver, melhor. A única coisa que importa é "Posso parar você, você pode me parar.... Não importa o que aconteça" Não é a habilidade do aluno que determina se ele sobrevive na rua e sim sua determinação em usar suas habilidades conforme a situação. Isso é o que realmente importa. 11 - Obrigado pela sua entrevista, você poderia enviar uma mensagem aos nossos leitores? Não, obrigado a vocês! Foi uma alegria ler e responder suas perguntas. Quando eu lhes enviar minhas newsletters SinaTirsiaWali Kali, favor encaminhe as para outros, que possam querer vir a querer conhecer o sistema de defesa pessoal do Kali Sina Tirsia Wali.

Nenhum comentário:

Postar um comentário