Notícias sobre Filipino Martial Arts no Brasil e no Mundo

Post Top Ad

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Entrevista com GM Melchor William Amosco



1- Olá! Obrigado por nos conceder esta entrevista. Poderia nos contar um pouco sobre o seu início com artes marciais?
Eu comecei a aprender artes marciais aos 13 anos de idade com meu pai, um Karateka que foi meu primeiro professor no mundo das artes marciais. Ele me ensinou alguns princípios das artes marciais, incluindo o uso de armas com lâminas (Sansibar uma espada nativa). Até que eu me matriculei em uma escola formal de artes marciais. MGO – SDC, que ensinava Tang soodo (Karate coreano), Arnis (sistema de Doce Pares) e Judo. Esta escola incorporava todos os elementos do sistema 3 sob Master Deomedes Paninsoro. Isso é foi enquanto eu cursava o ensino médio. Depois de alguns anos eu me mudei Manila para prosseguir a minha faculdade e continuar meu Estudo de Artes Marciais.

Foi assim que me tornei aluno do Sensei Ramil Ong Aquino do Grupo de Arjukaa (Shorin ryu karatedo, Arnis e Judo). Até eu conhecer e promovido a Lakan Dalawa por Punong Lakan Nicolas meu professor em Modern Arnis Mano Mano FMA, estudante do falecido Grande Mestre Enesto Presas Sr. o mais novo Irmão do Grande Mestre Remy Presas. Eu também estudei com o grupo de Filipino Martial Arts Combat sob o Mestre Noel Hael e me tornei Instrutor Autorizado do seu sistema como faixa preta de 2º grau. Eu também estudei com Punong Maestro Ernesto T. Talag faixa preta 6º dan em Aikido e fundador da BUDIWAN Kali Filipino Fighting system (Filipino boxe, Dumog e Bladed Arts) e praticante de longa data de Kali Ilustrisimo, sistema de lâminas sob GM Tatang Ilustrisimo e o falecido Grande Mestre Tony Diego. Ele me deu o título de mestre.. Budiwan significa: Bukluran, Diwa em Katawan ou Unificação de Mente e Corpo.

Eu também tive a oportunidade de aprender com mestre Jaime Quizana o seu próprio sistema de Palasan Eagle Kali Ilustrisimo sistema semelhante ao do mestre Talag, onde fui promovido ao rank de sênior. Mestre Vicente Sanchez fundador do Kali Arnis Int'l Fed me promoveu a LakanSampu com a idade de 37 anos. Esse é o meu começo nas artes marciais e da minha linhagem.

2- Sobre a FMA, como você conheceu esta modalidade? Como você começou e o que Despertou seu interesse?
Eu fiquei espantado e interessado com artes marciais filipinas por causa de praticidade e facilidade de aprender e mostrar nossa história e cultura enquanto Filipinos.



3- Sobre a sua escola FMA, você pode nos contar um pouco?
  • Ar: Arnis (Arte do bastão, lâminas e armas improvisadas)
  • Ma: Mano Mano (Arnis Artes de combate com mão vazia).
  • Do: Dumog (Artes de imobilização e controle).
  • F: Filipino
  • M: Marcial
  • A: Arts
  • De: Defensivo
  • Tac: Táticas
A fusão de três (3) sistemas filipino diferente das artes marciais. Em um primeiro momento ensino o combate com armas, depois com mãos vazias e por fim as imobilizações. Dessa maneira o ensino se torna mais prático e fácil, com o estudando técnicas dinâmicas, táticas e efetivas para defesa pessoal.


4- Sobre a estrutura do Armado FMA e o seu programa unificado, você poderia nos explicar sobre?
Um programa é usado para cada instrução dentro do curso de treinamento. Isso inclui instruções com objetivos específicos, tais como exercícios de movimentação, Footworks, queda, batidas, bloqueios, técnicas de contra ataque e material de suporte daquela instrução. Uma Syllabus é um conjunto de programa de treinamento completo seguido por todos os instrutores e alunos. Todos os membros da Armado FMA Deftac Int'l cumprem o mesmo programa para que cada um possa se desenvolver e ensinar o próximo de maneira unificada, assim evitando conflitos entre os Membros e durante o período de teste de avaliação em nível local e internacional. A ideia do programa é ensinar o aluno como construir uma sólida Fundação Básica, para que ele possa crescer em sua própria progressão através do sistema de faixas.



5- Qual é a sua opinião sobre as FMA aqui nas Filipinas hoje?
As Artes Marciais Filipinas são hoje bem populares em nosso país e todos os Grandes Mestres, Mestres, Guro e Praticante mantém um bom relacionamento, se respeitando mutuamente. Faz parte do esporte nacional e passou a fazer parte do Departamento de Educação para ser ensinado nas escolas. É agora suportado pelo Governo filipino.

6- Qual é a sua visão da FMA hoje no mundo atual?
FMA está se tornando uma prática mundial, ganhando mais cada vez mais popularidade porque muitos países praticam esta arte dinâmica de auto-defesa. Além disso a indústria cinematográfica tem utilizado ela bastante, devido aos guros que viajam ao mundo de promover e propagar sua prática

7- Sobre o futuro, o que você acha da RA 9850 ou da Lei Filipina Arnis?
R.A 9850 ou Lei Arnis serve obter mais apoio para todas as escolas de FMA, de modo a formar uma prática sólida e consistente que possa ser utilizada pelo Comitê Olímpico Filipino, gerando uma arte de bom padrão e alta qualidade.

8- Qual a sua opinião sobre a relação entre as FMA e pessoal defesa?
O FMA é a melhor maneira de aprender uma técnica que se adequa ao nosso padrão para proteção pessoal. O único conselho para todos na minha opinião é praticarcom uma mente aberta que esteja em conformidade com o senso comum do indivíduo, para que ele possa vir a regir de maneira correta em uma situação real.



9- Muito obrigado pelas suas respostas! Gostaria de deixar uma mensagem para o nossos leitores?
Muito obrigado pela grande oportunidade de ser entrevistado por você. Tudo o que posso dizer é todos devem buscar praticar a arte de maneira correta, seguindo o seu programa de treinamento, mantendo uma atitude correta e princípios elevados. "Não é sobre as técnicas, mas são os princípios por trás das técnicas". Pugay po e Mabuhay!


Nenhum comentário:

Postar um comentário