Notícias sobre Filipino Martial Arts no Brasil e no Mundo

Post Top Ad

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Resenha Tuhon Rommel Tortal Brasil 2019



Após longa expectativa, muita dedicação e trabalho em conjunto, foi realizado nos dias 16 e 17 de novembro de 2019 o primeiro evento oficial da PTKWF - PEKITI TIRSIA KALI WORLD FEDERATION no brasil, realizado na cidade do Rio De Janeiro ministrado pelo Tuhon Rommel P. Tortal e profissionalmente organizado pelo lakan guro e agora oficialmente representante estadual (rj) Marcilio Silva da cidade do Rio De Janeiro.


Evento oficial que foi realizado no centro de treinamento forte - rio de janeiro, localizado na rua barão do bom retiro 2756 no Grajaú, gentilmente cedido por faixa preta 4º dan de okinawa Goju Ryu Paulo Duarte e com o incomensurável apoio do guerreiro e instrutor de armas, Kali-Silat e Kombato, Daniel Coutinho, com a participação do professor de Hapkidô Evaristo José e o guro de arnis-kali, Jorge Leal.




Além destas figuras, participaram também, vindo de fortaleza/ceará, o sargento da polícia militar do estado, nosso representante no estado do ceará, Rivanildo Moura Brito e o cirurgião vascular do estado do ceará, o doutor Roberto Escórcio De Souza Lima, além é claro de muitos outros guerreiros dedicados e comprometidos com esta arte de guerra ancestral que se mantém relevante e em constante adaptação ao contexto dos atuais conflitos de guerra da era moderna.




Foram abordados no evento deste ano, algumas das técnicas de combate do sistema Pekiti Tirsia Kali, como solo baston, técnicas com faca e karambit que nas filipinas recebe um nome diferente e tem também uma história diferenciada em sua origem e aplicações. O lugod, como é conhecida nas Filipinas, originalmente não era uma arma mas sim um simples instrumento de trabalho de agricultura, usado principalmente para corte de feixes de arroz e coleta de côco. Da coleta de côco que se justifica a presença do anel no cabo que servia para manter pendurada na cintura e de fácil acesso no alto de um coqueiro.

Com as constantes invasões ao longo de séculos de colonização, a conhecida proibição de armas levou este povo guerreiro a se adaptar diante da necessidade, transformando uma simples ferramenta agrícola em uma icônica arma de combate fechado. E neste primeiro evento oficial da federação mundial, todos os participantes tiveram oportunidade de conhecer algumas das técnicas desenvolvidas para o combate moderno. Além de armas mais conhecidas e claramente nomeáveis como armas, os participantes tiveram a singela oportunidade de transformar uma "simples" camiseta que qualquer pessoa possui em uma arma letal de sobrevivência urbana.

O sistema de combate Pekiti Tirsia Kali possibilita ao guerreiro sobrevivente urbano que utilize um único princípio aplicado a qualquer ferramenta que esteja disponível na situação inesperada de um conflito urbano ou mesmo de situações extremamente complexas de guerra e suas terríveis consequências que se seguem por gerações e gerações.




Para todos que acompanham o trabalho da Federação Brasileira - Ptkwf, muito mais está por vir, de tal modo que os projetos da Federação Brasileira - Ptkwf irão surpreender a todos que amam a arte filipina e artes marciais em geral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário