Notícias sobre Filipino Martial Arts no Brasil e no Mundo

Post Top Ad

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Preparar uma postura assassina começa no mindset



Por Nigel E. February
Piper Knife System, Fundador
Traduzido por Guro Felipe de Paulo

Se você pensa de uma certa maneira, seu corpo automaticamente se torna esse pensamento, em essência o pensamento se manifesta em sua linguagem corporal.

Tenha pensamentos felizes e isso reflete no seu rosto, cabeça, ombros e tom de voz. Se você está deprimido, isso aparece na sua postura e maneirismos. Algumas pessoas geralmente podem esconder a depressão, mas não por muito tempo, pois exige esforço para não aparecer na estrutura do seu corpo, postura, etc.

Agora, estes são exemplos de mentalidades de longo prazo, a felicidade sendo um processo e não um objetivo, geralmente tem um fluxo e refluxo sobre o mesmo, o mesmo com a depressão, ele vem e vai e pode ser sustentada por um longo tempo.

Um mindset assassino é de curto prazo e não pode ser sustentado mental e fisicamente por um longo período sem causar danos e trauma considerável à pessoa.

É um mecanismo de sobrevivência que prepara o corpo para uma atividade pouco natural e incomum. Caçar para matar ou matar para viver.

Pense em qualquer predador, tigre, leopardo, lobo, etc, e como a estrutura do corpo deles muda no momento em que eles começam a caçar. Uma vez que eles tenham avistado suas presas, seus corpos mudam enquanto se preparam para perseguir. Sua estrutura sofre então outra mudança enquanto se preparam para o lançamento para capturar e matar.


Humanos não são diferentes. Quando somos ameaçados, preparamos nossos corpos para reagir ao estímulo, seja uma briga ou uma emboscada.

Podemos não caçar como esses animais fazem, mas uma vez que lidamos com facas, isso nos coloca imediatamente no reino da vida e da morte. Lutas que não são baseadas em esportes ou rinhas.A faca é um exemplo de como os seres humanos se tornando predadores em seu estado primitivo, onde o corpo inteiro tem que estar preparado para empurrar a ponta de mental na carne de outro ser humano.

Para a maioria de nós, essa é a coisa mais antinatural a se fazer, uma vez que estamos vivendo em uma sociedade civilizada, onde até mesmo a morte por assassinato geralmente é feita por armas de fogo da maneira mais sofisticada e civilizada. A morte pela distância é como as armas foram descritas pela primeira vez, pois substituiu a flecha como a arma de alcance preferida.

A mentalidade necessária para usar a faca é a de um predador, de assassinar matadora e predadora, para que ela possa preparar o corpo para esse ato altamente antinatural. Eu nunca uso palavras como ganhar, marcar, bater, pontuar, pois são muitas vezes atribuídas a esportes e artes marciais competitivas.

Uma vez que essas palavras entrem em nosso vocabulário, nossa mentalidade é afetada quando ela precisa pensar e preparar o corpo para a sobrevivência.

É a curto prazo, antinatural e, se você fizer isso corretamente, como um ato unilateral criará de maneira imediata a longo prazo esse efeito.

O que pensamos, nossos corpos se tornam.

Para citar Descartes: penso, logo eu existo... acho que, portanto, uma versão mais atual, seria: penso, logo eu me torno.

Treine da maneira que vai acontecer, não da maneira que esperamos.

Stay sharp

Felipe de Paulo é faixa preta segundo grau de Modern Arnis, tendo treinado nos ultimos 10 anos inúemros sistemas de Artes Marciais Filipinas, tais como Filipino Combat Sistem, Inosanto Lacoste Kali, Lameco, Villebrille, ARMADO, KSSTW, Maharlika, Pekiti-Tirsia e Balintawak, também treina Piper e Libre Fighting. Possui gradução em Krav Magá e Luta Livre Olímpica. Colunista do Arte Filipina. felipe@depaulo.com.br caso queira entrar em contato com o tradutor deste artigo

Nenhum comentário:

Postar um comentário