Notícias sobre Filipino Martial Arts no Brasil e no Mundo

Post Top Ad

quarta-feira, 2 de março de 2011

Suryadi “Eddie” Jafri

O mestre Suryadi “Eddie” Jafri começou seus estudos de Pentjak Silat aos 12 anos, quando vivia em um vilarejo, no arquipélado de Riau, ou Rhio. Esse local, que fica próximo da fronteira com a Malásia, é belíssimo, e é conhecido entre os habitantes como Pulau Emas, ou as ilhas douradas.

Na Indonésia, os praticantes de os mestres de Silat recebiam o nome de Pendekar assim como um título. O nome Pendekar, em si, já servia para indicar que aquele homem havia alcançado um grande nível de pureza e força, corporal e espiritual.

Pois foi em Pulau Emas com quatro pendekars, que Jafri teve a oportunidade de passar os anos de sua juventude treinando e desenvolvendo o seu Pentjak Silat.. O primeiro se chamava Jamim, e possuía o título de Pendekar Lemah O segundo Ajang Asan, e seu título era Pendekar Gading. O terceiro se chamava Mohammed, e portava o título dePendekar Lucu. Por fim, o quarto professor, e o mais jovem deles, se chamava Antal, e possuía o título de Pendekar Antel.

Um dos trunfos aprendidos por Jafri com os quatro Pendekars foio Pangian Langah Umpat, ou o Silat dos Quatro Passos. Anos mais tarde, já adulto, Jafri rumou para a costa ocidental da Indonésia, onde aprimorou suas técnicas no uso do pedang, golok, kujang, keris, rencong e da clurit. Nessa época ele também aprendeu o Cimande Silat, um dos estilos hoje mais difundidos no mundo devido a sua eficácia.

Anos mais tarde, Jafri migrou para os Estados Unidos. Com anos de experiência e uma extensa bagagem cultural, passou a ensinar um novo estilo, formado pela combinação daqueles que ele próprio havia aprendido em sua juventude, e que chamou de Pusaka-Dwipantara Silat Suryadi “Eddie” Jafri.

Nenhum comentário:

Postar um comentário