Notícias sobre Filipino Martial Arts no Brasil e no Mundo

Post Top Ad

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Entrevista Guro Richard Clarke

Guro Richard Clarke, eis um nome que dispensa maiores apresentações. A frente de diversas academias e projetos sociais, tanto na cidade de Niterói quanto do Rio de Janeiro, Clarke constrói uma imagem sólida nas artes marciais. Hoje, ele é o nosso entrevistado aqui no blog.

Olá mestre Clarke! Muito obrigado pela entrevista para o nosso blog. Antes de começarmos a entrevista, você poderia falar um pouco sobre você e sobre o início do seu contato com as artes marciais?

Meu primeiro Contato foi uma aula de Kyokushin com 9 anos, uma aula apenas, mas fui para o judô, minha mãe não gostava da Idéia de um Japonês ficar '' batendo nos alunos com uma varinha de bambu'', no judô fiquei anos, depois de uma tempo treinei o Jiu jitsu por alguns anos também, chegando até a faixa azul, as vezes eu vou em algumas academias de amigos meus relembrar uma posição de pano ou outra, fiz um ano de aikidô, não era o que eu procurava, nestas idas e vindas por academias, experimentei, boxe, boxe thay, capoeira, luta livre e etc. em 1999 conheci o Mestre Paulo Albuquerque, meu Mentor até hoje tanto no Kombato quanto no Kali.

Hoje no Kali Silat Brasil, você seria o segundo no comando, atrás apenas do mestre Paulo Albuquerque. Você poderia contar um pouco sobre como foi que vocês se conheceram?

Como disse, em 1999, quando ainda estava servindo na Escola Naval, o Comandante Alváro havia contactado omestre para ao corpo de Aspirantes. Fui informado e procurei saber mais a respeito, junto com meus amigos. formamos um grupo para treinos na hora do almoço. No total, eram muitos Aspitantes e Praças, sendo que daquele pessoal só restou o mais chato.

Foi então através do mestre Paulo que você conheceu o Kali e as Artes Marciais Filipinas - FMA? Conte-nos como foi essa aproximação e o que foi que te atraiu nessa modalidade marcial.

No Inicio era pelo kombato Mesmo, o Mestre passava algumas técnicas de Kali na Aula, mas resolvi treinar a sério depois, treinando todos os Sábados o dia inteiro, me deslocando de Niterói até a Barra, depois Botafogo e por fim Tijuca, foram anos fazendo isso. Não queria só aprender, queria dominar!

Hoje em dia, você leciona em algumas academias de Niterói e do Rio. Qual é o público que você mais encontra, entre os interessados em aprender o Kali Silat?

É bem variado, tem de todas as idades, eu ensino também no Meu projeto social, onde conto com 80 crianças, jovens e idosos, ensino tanto o Kali, Panggamut, quanto o Kombato.

Hoje você esta a frente também do projeto Geração Careta. Você poderia nos falar um pouco sobre esse trabalho?

Um trabalho sério. Esse projeto vem desde 2002. Eu fui convidado a coordenar parte de artes marciais faz um ano. Há fotos do evento em http://geracaocareta.blogspot.com/ sendo que eu conto com a ajuda de meus alunos para ministrar as aulas. Hoje temos alunos ganhando competições de kickboxing , TKD e etc. Classificados alguns até para o mundial da Servia, além de termos participações em torneios de outras artes marciais.

Qual a importância, em sua opinião, de uma arte marcial em um projeto como esse? Qual o papel o FMA pode desempenhar na vida desses jovens?

A Disciplina, as artes marciais são o desporto que mais disciplina, tanto crianças quanto pessoas adultas, o FMA ajudando a fazer este contato com coisas novas que elas talvez nunca teriam acesso na vida.

Hoje em dia, muitas vezes, a grande motivação para uma pessoa adentrar no mundo das artes marciais, é visando a auto proteção. Diversas academias, de diversas artes marciais inclusive trabalham sobre essa perspectiva. Qual sua opinião sobre esse assunto?

Que o mundo está cada vez mais perigoso e as pessoas procuram algo que lhes de segurança e confiança para encara-lo de uma nova perspectiva.

Por fim, muito obrigado pela entrevista, Gostaria de lhe pedir que você nos desse sua opinião sobre o blog e mandasse uma mensagem para os leitores.

Este Blog é uma ferramenta da internet que está cada trabalhando certo para que as Informações sobre as FMA sejam Divulgadas, pratiquem uma arte marcial, um sistema de defesa, mas faça o certo, procurem alguém qualificado para que não se arrepender depois.

"A aprendizagem é um tesouro que segue seu dono em qualquer lugar '' Mabuhay !

Um comentário:

  1. Parabenizo o Guru Clarke e aproveito para acrescentar, como aluno dele, o importante papel que desmpenha como difusor do conhecimento desta arte em outros estados e territórios como o RS e o DF.
    Mabuhay!
    Alberto Daniel Guerra

    ResponderExcluir