Notícias sobre Filipino Martial Arts no Brasil e no Mundo

Post Top Ad

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Entrevista com Guru Besar Jerry Jacobs

No próximo mês, o Rio de Janeiro irá receber a ilustre visita do grande mestre Jerry Jacobs, da escola PCK International. Para antecipar um pouco do que os praticantes brasileiros aprenderão, convidamos o mestre para uma entrevista em nosso blog. Lembrando, aqueles que ainda não tiverem feito sua inscrição, as vagas no seminário estão acabando! Fale com o Lakan Guro Daniel e garanta a sua vaga!

1 - Olá Mestre! Obrigado por nos conceder esta entrevista. Poderíamos começar com você contando um pouco sobre si e sobre o seu início nas artes marciais?

Disponha! Comecei meu treinamento em artes marciais aos 10 anos de idade (cerca de 27 anos atrás) na arte do Karate. Quando adolescente passei a estudar Boxe Ocidental, Kickboxing e Kenpo Karate (ganhando o meu Nidan, fiaxa preta 2 º dan) em 1994. A partir daí comecei minha jornada em Jeet Kune Do, Kali / Eskrima, Muay Thai, Wing Chun e Tiro ao mesmo tempo. Eu sou muito grato a todos os professores que tive nesses primeiros anos. JKD me colocou no caminho de explorar as artes marciais, o que me colocou no caminho do guerreiro filipinos e indonésios. Comecei meu treinamento sério dessas artes em 1995.

2 - E como foi seu primeiro contato com o Silat?

Meu primeiro professor de Pencak Silat tradicional foi o Guru Besar Jeff Davidson de Detroit, Michigan. Estudei com ele na arte de Pukulan Cimande Pusaka e Kali Pekiti-Tirsia por 5 anos, cerca de 4-6 horas por semana. Eu também treinei simultaneamente com Pendekar William Sanders, em Pukulan Cimande Pusaka, por cerca de 13 anos, até alcançar o posto mais alto que ele tinha para conceder, o título de "Guru Besar" Master e também foi dada a Prêmio Black Naga, o maior prêmio na arte.

3 - E como foi seu primeiro contato com as artes marciais filipinas?

Meu primeiro contato com as artes marciais filipinas foi com os meus professores de JKD Herb Tanton Jr. e Paul Bonner. Ambos foram certificados por Rick Faye e Dan Inosanto nas artes marciais filipinas. De lá, treinei com o Guru Besar Jeff Davidson em Pekiti-Tirsia Kali por muitos anos. Durante este tempo, aprimorei meus conhecimentos através da formação com mestres como Dan Inosanto, Faye Rick, McGrath Bill e mais, finalmente com o MasGuro Greg Alland.

4 - Alguns autores afirmam que Kali e Silat são na verdade a mesma arte marcial. O que você pensa sobre isso?

Elas são muito similares, mas já foram mais próximas do que são hoje. A principal diferença está em sua metodologia de treinamento. No Pencak silat tradicional, você começa a treinar nas mãos vazias primeiras, para lentamente avançar até treinamento com armas. Em Kali, essa ordem é invertida. Você começar a treinar com suas armas primeiras, para depois passar a treinar com mãos vazias. Em última análise, a arte do Kali se originou na Indonésia e na Malásia para então ser levado até o sul das Filipinas, onde foi eventualmente chamado de Kali. Então as artes são realmente unas, para o guerreiro Kali Silat.

5 - Quanto ao Mestre Alland, como vocês se conheceram?

Mestre Alland ministrou seminários junto com meu professor Pendekar William Sanders e Jafri Suryadi nos anos 80. Eu estava em busca de professores de Pekiti-Trisia que ainda ensinassem à maneira antiga, mais combativa, que era como eu gostava. Eu senti que PTK havia se tornado muito complicado e que havia perdido o seu realismo. Então, entrei em contato com Mestre Alland e o levei para Detroit. O resto é história =)

6 - O que é a escola "Sina Tirsia Wali" para você?

Eu acredito SinaTirsiaWali do mestre Greg Alland é muito mais realista e fluido do que muitos dos sistemas de PTK de outros professores. Ele se parece muito mais com Silat (minha especialidade). Minha missão é ajudar a promover STW junto com meu Pukulan Cimande Kombinasi Pencak Silat.

7- Como começou o PCK International?

PCK International é a organização mundial que comece no ano passado para promover a Arte Marcial Indonésia Pukulan Cimande Kombinasi Pencak Silat, do qual eu sou o Grão-Mestre atual. Nosso objetivo é estabelecer escolas e certificar instrutores em todo o mundo na arte do PCK.

8 - Quais são os seus pontos de vista sobre a relação entre artes marciais filipinas e autodefesa?

Na minha opinião, as artes marciais das Filipinas e da Indonésia são as melhores artes marciais do planeta para a Auto-Defesa!

9 - Muitas escolas têm adotado faixas coloridas influenciado por costumes japoneses, como forma de medir o progresso do aluno. Na sua escola é diferente. Qual o método que você usar para verificar esse progresso?

Sim, a nossa escola é mais tradicional, nós não usamos o sistema de faixas japonês. Nós temos três faixas [sashes - faixas, porém diagonais] de cor (branco, vermelho e verde) que servem para indicar para indicar o aluno (Pelajarn), discípulo (murídeos) e um novo professor (Guru Muda). O Black Sash é concedido para o posto de "guru", que seria professor pleno do PCK Pencak Silat.

10- O que você espera de sua vinda ao Brasil, em janeiro?

Estou muito animado sobre a minha viagem para o Brasil e para compartilhar esta arte de PCK Pencak Silat que me são tão caros. Tenho certeza que será explosiva!

11 - Obrigado pela sua entrevista, você poderia enviar uma mensagem aos nossos leitores?

Obrigado e estou ansioso para encontrar com todos no próximo mês, para um treinamento impressionante PCK Silat. Nos vemos lá!

2 comentários: