Notícias sobre Filipino Martial Arts no Brasil e no Mundo

Post Top Ad

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Entrevista com Guro Paulo Cantanhede

1- Olá Guro Paulo! Obrigado por nos conceder essa entrevista! Por favor, você poderia começar falando um pouco sobre você e sobre o seu começo nas Artes Marciais?

Olá!!! Eu sou artista marcial desde 1979. Sou faixa preta segundo dan em Judô pela Liga de Judô do Distrito Federal e Entorno e pela Liga nacional de Judô.Eu também sou Shifu(Professor nível III) de Taijiquan Kung Fu pela FEBRAK(Federação Brasiliense de Kung Fu) e Guro Lakan Isa (Professor faixa preta primeiro grau) em Arnis Kali Eskrima/FMA(Filipino Martial Arts)-(Maharlika Arnis kali/Inocalla System). Já pratiquei karatê(Goju-ryu/Shotokan), kendô, Aikidô, Jiu-jitsu, Ami-jitsu e Kung Fu(Li Tchuó Pá Kung Fu e Shaolin do Norte). Hoje eu me dedico de corpo e alma ao Arnis Maharlika e ao Tai Chi Chuan. Sempre fui um apaixonado pelas artes marciais e sua filosofia.

2- E as Artes Marciais Filipinas, FMA. Como foi que você a conheceu e passou a praticar essa modalidade?

Comecei a praticar as artes marciais filipinas em 1987 com o Punong Guro Herbert"Dada"Inocalla. Eu já era praticante de Tai Chi Chuan desde 1985. Confesso que fiquei maravilhado com a simplicidade e a eficiência das técnicas das artes marciais filipinas. Mesmo quando o mestre Dada parou de dar aulas, eu continuei pesquisando e praticando por conta própria. Quando as aulas de Arnis foram retomadas anos depois, eu tive oportunidade de participar de seminários do Datu Shishir Inocalla com quem eu também fiz aulas particulares.

3- Você também é instrutor de Taijiquan, não é?

Sou instrutor de Tai Chi Chuan desde 1989. Eu já lecionei Tai Chi Chuan em três academias e na Universidade Católica de Brasília. Tive como professores os seguintes mestres em taijiquan : Moo Shong Woo, Herbert "Dada"Inocalla, Wang Hsiao Po e Tânia Carmo. Eu também me aperfeiçoei com os mestres Estevan Ribeiro, Boniperti Oliveira e Fu Sheng Yuan.

4- Você enxerga pontos de tangência entre ambas as modalidades?

Arnis de Mano e Taijiquan Kung Fu são artes marciais maravilhosas que são muito abrangentes. Além de artista marcial, sou professor licenciado em letras e filosofia. Como educador, vislumbro a utilização dessas artes como instrumento de educação e transformação da realidade. Eu acredito nas artes marciais como um meio de formar o cidadão do planeta Terra do terceiro milênio. Os guerreiros de outrora lutavam contra inimigos externos, os guerreiros de hoje lutam contra si mesmos. Tanto Arnis como o Tai Chi nos ensinam a lutar contra os nossos adversários intrínsecos.

5- A revista Ethos desse mês trouxe uma reportagem falando sobre o seu trabalho com um garoto surdo mudo. Você poderia falar um pouco sobre essa experiência?

Eu desenvolvi um trabalho com um garoto surdocego. Ele perdeu a audição e agora está perdendo a visão aos poucos. Com a prática do Tai Chi Chuan, ele melhorou o equilíbrio, a autoconfiança, a socialização e a concentração. Espero que em 2011,eu possa transmitir um pouco do que eu sei a outros deficientes auditivos,pois eu trabalho em escola da periferia em que são atendidos alunos com deficiência auditiva.

6- Você acredita que as Artes Marciais (Arnis, Taijiquan, etc) podem ser utilizadas como ferramenta de educação e transformação pessoal?

As artes marciais podem ser de grande valia para educadores e educandos.

7- E sobre a relação entre as artes marciais e a questão da defesa pessoal? O que você pensa a respeito?

É importante treinar para se defender em caso de ataque, mas não se pode deixar de vislumbrar outros aspectos referentes a prática das artes marciais como a terapia, a educação e o desporto.

8- Qual o público que hoje você enxerga, dentre os praticantes de FMA?

Quem procura FMA está atrás de um sistema eficaz de autodefesa, mas arte marcial não se limita a isto.

9- Muito obrigado pela entrevista! Você gostaria de deixar alguma mensagem para os nossos leitores?

Obrigado pela oportunidade. Desejo muita paz e prosperidade a todos praticantes de FMA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário