Notícias sobre Filipino Martial Arts no Brasil e no Mundo

Post Top Ad

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Maurizio Maltese

Maurizio Maltese. Os maiores pesquisadores de artes marciais do mundo inteiro, sejam eles ligados ou não ao mundo do FMA, provavelmente já ouviram falar desse italiano. Músico versátil, atuante desde orquestras de música clássica até grupos de jazz, professor, com larga experiência em ensino nas escolas da Itália, Maurizio Maltese também é um dos maiores poligraduados do mundo.
Seu currículo abrange conhecimentos em esgrima, karate, kali, wu shu, jeet kune do entre outras artes e técnicas de combate/defesa, todos com alta graduação. Dentre seus mestres, encontramos alguns nomes famosos, como o de Bob Breen (presidente da Federação Européia de Arnis, Kali e Escrima), Feldenkrais (o primeiro faixa preta de Judo do ocidente), Dan Inosanto (grande nome do FMA e do Jeet Kune Do nos Estados Unidos).
Além disso, em mais de 15 anos viajando continuamente para a Indonésia, Maltese se tornou detentor de um conhecimento único, que vinha definhando no interior do país sem que si dessem conta. Cidepok Pencak Silat, Citembak Silat, Malano Harimau, Satria Muda entre outros estilos menores de Silat, que com a ajuda do mestre italiano, obtiveram o devido reconhecimento e registro para as gerações posteriores.
Tanto conhecimento não poderia permancer estátio na mente de uma única pessoa. Para permitir que seu conhecimento fosse disseminado e expandido, Malteze fundou na Itália o ISAM: Instituto Superior de Artes Marciais, com o objetivo de formar um corpo de instrutores e praticantes das artes marciais que havia aprendido até então.
Com o ISAM, Maltese pode desenvolver o Close Combat, sistema baseados nas lutas de grappling orientais, porém voltadas para um contexto ocidental; UNCLE, Unarmed Combat for Law Enforcement, um sistema de defesa pessoal para policiais; ArMaTO, sistema de combate tradicional europeu, com facas, cannes e espadas, de conhecimento popular no interior da Itália.
Sem sombra de dúvidas, eis uma vida de trabalho e dedicação de um mestre, não à causa da sua escola, e sim ao estudo de todas as formas de artes marciais, enquanto patrimônio imaterial da humanidade. Recomendamos a todos que visitem os seus sites, e conheçam o seu trabalho.
Para os interessados, visitem o site do professor Davide Lupidi, representante do Mestre Malteze no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário